Voltar ao site

Marketing de Influência: tendências para 2020.

· MarketingDigital,Tendências

O marketing de influência cresceu com força nos últimos anos com promessas ousadas de US$ 6,50 de receita para cada US$ 1 investido em influenciadores. Cada dia mais, empresas e marcas de todos os segmentos buscam ampliar seu alcance e capilaridade na internet por meio de ações com influenciadores digitais que, aos poucos, estão substituindo as clássicas celebridades televisivas.

No início, as marcas apenas pagavam para as pessoas com grande número de seguidores nas redes sociais para falarem bem de seus serviços/produtos. Depois, entraram em cena as ferramentas de monitoramento, que permitem que as marcas "escutem" as conversas sobre determinados assuntos nas redes sociais (por meio de palavras-chave e hashtags) e identifiquem quem são seus evangelizadores espontâneos para proposição de ações conjuntas.

Mais recentemente nasceram as ferramentas que, por meio de robôs, rastreiam e classificam tudo o que aparece nas redes sociais (número de seguidores, alcance, engajamento, opiniões, posições, hashtags etc), mapeiam todos os influenciadores de cada segmento de mercado e indicam para as empresas quais influenciadores elas devem ativar conforme seus objetivos.

Quando entraram em cena as fake news, os seguidores falsos e os influenciadores "vendidos", o marketing de influência perdeu força e chegou a ser visto como "modinha de internet". Mas, ao que parece, conseguiu se adaptar e se superar, pois, de acordo com a Federação Mundial de Anunciantes (WFA), 65% das marcas multinacionais aumentarão os gastos com marketing de influenciadores nos próximos 12 meses.

Além disso, a Pesquisa de Preferências de Conteúdo de 2019 publicada pela Demand Gen Report, relata que 95% dos usuários de internet preferem conteúdo credível de influenciadores (30% a mais que em 2018) e que os compradores de B2B estão cada dia mais atentos a conteúdos embasados em dados e apoiados por influenciadores.

De olho nesse bolo, marketeiros e agências do mundo todo estão se aprofundando em estratégias digitais com influenciadores e discutindo as principais tendências do marketing de influência para 2020. Olha só o que vem por aí!

- Nano e micro-influenciadores causando cada dia mais impacto;

- Influenciadores criando mais conteúdo de áudio e vídeo;

- Mercado tem sido melhor regulado e as regras para projetos com influenciadores estão mais restritas;

- Marcas transformando funcionários em influenciadores;

- Relacionamentos de longo prazo com influenciadores;

- Marketing de confluência, que mescla relacionamentos, influenciadores e conteúdo;

- Cresce o uso de inteligência artificial e automação em projetos com influencers;

- Influenciadores B2B estão ocupando mais espaço;

- Ações com influenciadores evoluem para programas de e-learning;
- Instagram deve continuar sendo um importante canal de marketing de influência.

Todos os Posts
×

Quase pronto…

Acabámos de lhe enviar um email. Por favor, clique no link no email para confirmar sua subscrição!

OK